Líli

Esta é Líli. Ela é uma galinha poedeira, que todos os dias põe ovos - alimento que nós, humanos, realmente apreciamos comer. Em 2011, foram consumidos mais de um bilhão de ovos no mundo – ou seja, 173 ovos para cada habitante.

A Líli tem sorte. Ela pode ver a luz do dia e sentir o ar fresco. Como todas de sua espécie, Líli gosta de viver com outras galinhas Nesta granja, elas ciscam livremente entre enormes galpões e a vida ao ar livre. 

Líli e suas companheiras podem exercitar suas necessidades instintivas ao se empoleirarem, correrem e ciscarem. Alguns estudos vêm, inclusive, demonstrando que galinhas criadas soltas estão menos propensas a contrair doenças; já os ovos produzidos em granjas do Reino Unido, que adotam sistemas de produção baseados em gaiolas em bateria, estão mais propensos, de acordo com tais estudos, a conter bactérias que causam intoxicações alimentares. Estas granjas são realmente lugares muito diferentes! 

Até 90 mil galinhas são mantidas em um galpão gigante, dentro de gaiolas apertadas, com pouquíssima luz natural. Imagine ter até 10 galinhas espremidas em uma única gaiola, com um espaço comparável ao de uma folha de papel A4 para cada uma delas se locomover?

Estes animais não poderão sequer esticar as suas asas. Não poderão caminhar ou ciscar. Com chances praticamente nulas de se locomoverem, os seus ossos se tornam frágeis e suscetíveis a fraturas.

Estas galinhas são privadas de sua necessidade mais básica: a nidificação para por seus próprios ovos. É esta é a realidade de aproximadamente três quartos das galinhas poedeiras no mundo hoje.

A Líli está em melhores condições do que qualquer galinha criada em uma granja intensiva. Mas você sabia que métodos humanitários de criação de animais também trazem benefícios para as pessoas e para o nosso planeta?

Modelos humanitários de criação que possibilitam às galinhas ciscarem livremente e produzirem ovos e carne podem ser economicamente mais vantajosos para os criadores de aves e reduzir a demanda por rações importadas. 

Na Índia, a produção de ovos de galinhas caipiras vem ajudando no combate à pobreza. Uma nova raça de galinhas criadas em liberdade vem ajudando mulheres pobres a aumentarem seus rendimentos e aprimorarem a sua alimentação, através da produção de ovos e de carne mais saudáveis para fins de comercialização ou de consumo próprio. Mais de um milhão de famílias já vêm conseguindo ter acesso à educação ou comprar remédios que, no passado, eram inacessíveis.
Desta forma, os métodos de criação que se preocupam com as necessidades dos animais são também melhores e mais saudáveis para você, podendo igualmente beneficiar os criadores.


UN FSRB

World Animal Protection – Brasil
Av. Paulista 453, conj. 32-34 CEP: 01311-000, São Paulo (SP) - Brasil
Telefone: +55 (11) 2344-3777. Email: info@worldanimalprotection.org.br