Café civeta: campanha pela criação de civetas sem gaiolas

O café civeta é vendido como artigo de luxo. Mas essa indústria vem causando grande sofrimento a civetas no sudoeste da Ásia

O que é o café civeta?

As civetas são pequenos mamíferos de hábitos noturnos que vivem na África e na Ásia tropical. O café que elas ajudam a produzir, por meio da deglutição e da excreção de grãos de café – que são posteriormente coletados e limpos, – tornou-se bastante popular nos últimos anos. Entretanto, para atender a uma demanda cada vez mais crescente por este tipo de café (Kopi Luwak), as civetas vêm sendo agora cruelmente capturadas e forçadas a viver em condições desumanas. Desta forma, estamos pressionando os fornecedores deste produto para manterem em seus estoques somente o café obtido por meio de civetas criadas em liberdade.

As civetas são frequentemente feridas quando capturadas e sofrem imenso estresse sob as mãos humanas

O café civeta: o problema

Para suprir a crescente demanda por este tipo de café, as civetas vêm sendo capturadas por meio de armadilhas ou com o uso de cães de caça. Tais métodos, não raro, causam grandes ferimentos. As civetas são vendidas a criadores; outras são enviadas a mercados de animais silvestres. Depois de vendidas, as civetas são obrigadas a viver em minúsculas gaiolas, em geral bastante rústicas e com forro e abrigo deficientes. Várias mostram sinais claros de estresse, agitando-se muito e se ferindo. Alimentados em condições bastante precárias, muitos destes animais morrem precocemente ou apresentam terríveis ferimentos.

Café civeta: a solução

O café obtido por meios naturais, sem qualquer forma de confinamento, é a única opção humanitária, já que possibilita às civetas viver em seu habitat natural, permitindo também que pequenas comunidades gerem alguma renda com a coleta e venda de grãos de café excretados naturalmente por estes animais. Os verdadeiros admiradores de um bom café preferem tê-lo produzido de maneira natural e com alta qualidade ao invés de consumirem um café inferior, obtido por meio de métodos de confinamento, que só servem para enganar os consumidores e denegrir a imagem da tradicional indústria cafeeira.

O que estamos fazendo

Estamos promovendo uma campanha pelo fim do comércio do café proveniente de civetas mantidas enjauladas – e este movimento vem crescendo bastante. Começamos a nossa campanha pedindo a atacadistas do Canadá, da Dinamarca, da Holanda, da Suécia e do Reino Unido que verificassem suas cadeias de fornecimento do produto e que parassem de vendê-lo caso não tivessem condições de garantir a sua proveniência. Pelo menos 13 atacadistas – incluindo gigantes como a Harrods e a Selfridges, no Reino Unido, e a Simon Lévelt, na Holanda – já optaram por retirar o café civeta de suas prateleiras ou concordaram com a investigação da sua procedência.

Ajude-nos a continuar protegendo animais no mundo inteiro - apoie nossa petição por uma Declaração Universal de Bem-estar Animal

Nicky Loh/Getty Images

Compartilhe

Mudando a indústria cafeeira

Estamos agora trabalhando com agências de certificação do produto e apoiando iniciativas da indústria cafeeira como resposta à nossa campanha. Também trabalhamos com o UTZ Certified – organização independente para a certificação de café – e com a Rainforest Alliance – organização sem fins lucrativos dedicada à biodiversidade – para que atestem que os produtores de café certificado não mantenham qualquer ligação com métodos condenáveis de produção do café civeta. Por fim atuamos com estas organizações para a introdução de padrões de bem-estar animal em seus códigos de boas práticas.