5 motivos por que ser chamado de “anta” é elogio

27 de abril de 2016

Descubra algumas curiosidades incríveis sobre o animal mais injustiçado da fauna brasileira, neste Dia Internacional da Anta (27)

A data atenta para a conservação deste simpático mamífero.

Além das duas espécies que vivem no Brasil (anta-sul-americana e anta-pretinha), as antas também podem ser encontradas nos Andes (anta-da-montanha), na América Central (anta-centro-americana) e na Indonésia (anta-malaia).

Infelizmente, por aqui, esses animais ainda são usados como um xingamento. Mas ser comparado à anta não tem nada de ofensivo.

Duvida? Ser uma anta é ser...

1) Inteligente 

Apesar da fama, as antas são animais muito espertos e têm uma enorme quantidade (cientificamente comprovada) de neurônios. Por exemplo, existem 5 espécies de antas no mundo e nenhuma delas está destruindo o seu próprio habitat. Já alguns humanos...

2) Sustentável 

Por falar nisso, as antas são ótimas jardineiras. Elas provavelmente já plantaram mais árvores do que você!

Segundo a Patrícia Medici, do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), as antas têm um papel importante na preservação de biomas brasileiros como a Amazônia, o Pantanal, o Cerrado e a Mata Atlântica. Isso porque elas são grandes o bastante para se alimentar de frutas inteiras (com o caroço) e depois andar por um amplo território. Ao final da digestão, digamos, elas depositam as sementes já “adubadas” por aí.

Nossa biodiversidade deve muito às antas. Na dieta estão coquinhos e frutas como goiaba, jatobá, jenipapo, mirtáceas, pequi, marmelo, araticum-cagão, marolo, cumbaru, fruteira, mangava, pau d’alho, jaracatiá, figo, jerivá, acuri, buriti, ananás, caraguatás e coroas-de-frade.

3) Pioneira

Como se não bastasse, as antas também ajudaram a criar algumas das estradas do Brasil. É verdade! Povos indígenas e bandeirantes se beneficiaram de “trilhas naturais” abertas pelas antas em meio à vegetação.

4) Muito especial

A anta é o maior mamífero silvestre das terras brasileiras. Aliás, de toda América do Sul! Ela chega a dois metros de comprimento e até 250 quilos. Entendeu agora como ela abre caminhos na mata? Pois é. Esse seu tamanho e a tromba lembram os elefantes, mas as antas são, na verdade, parentes dos rinocerontes e cavalos.

5) E simplesmente adorável

Fala sério! Você já viu um filhote de anta? Com sua mini-tromba e cheio de pintinhas, parecendo uma melancia? Não tem como resistir.

Algumas das informações acima estão na cartilha educativa "Minha amiga é uma anta", criada pela pesquisadora Patrícia Medici e pela jornalista Liana John, com ilustrações de Luccas Longo. Vale ver!

Se você gosta de animais silvestres, aproveite para conhecer ainda essas campanhas da World Animal Protection.

As antas têm um papel importante na preservação da Amazônia, Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica
Categorias: 

Compartilhe

WhatsApp