Animais em Serra Leoa recebem ajuda após deslizamentos de terra

28 de agosto de 2017

Nossa equipe veterinária está no local para salvar milhares de animais

Milhares de cães foram afetados seriamente pelas inundações em Freetown, a capital de Serra Leoa. O desastre causou a morte de mais de 300 pessoas e deixou mais de 2.000 famílias desabrigadas.   

Estamos trabalhando junto à Força Nacional de Bem-estar e Controle da Raiva para diminuir o sofrimento dos animais que ficaram desamparados na cidade. 

A Proteção Animal Mundial está organizando e liderando equipes móveis de atendimento veterinário e distribuindo kits de emergência. 

Muitos dos cães tratados estão profundamente traumatizados, alguns em estado de choque e com lesões sérias nas patas, que causam uma dor intensa.

Até o momento, os esforços locais têm se focado na crise humanitária e os veterinários estão na região do desastre para levar alimentos e tratamento médico aos animais, além de ajudar a combater doenças como a raiva, que é endêmica em Serra Leoa.

O país tem apenas 4 veterinários ativos e poucos recursos para que as equipes de veterinários trabalhem, o que deixa os animais de Serra Leoa em uma situação de extrema vulnerabilidade - milhares de cães lutam para sobreviver nas ruas de Freetown desde a guerra civil e a crise da ebóla. 

"Antes desse desastre, a situação dos cachorros de rua já era crítica. Os terríveis deslizamentos de terra da última semana fizeram com que a situação piorasse ainda mais", lamenta Tennyson Williams, diretor da Proteção Animal Mundial na África.

"Esses cães estão passando por necessidades extremas: feridos, famintos e em risco de contrair doenças. Também ficamos muito preocupados que a raiva possa se espalhar rapidamente. A Força Nacional de Bem-estar e Controle da Rauva está fazendo todo o possível para vacinar o máximo de animais".

Nossa equipe de veterinários em Freetown está:

  • Dando assistência imediata aos animais feridos nos deslizamentos de terra e suprindo as suas necessidades básicas para sobreviver;
  • Levando kits veterinários de emergência, que incluem desde suplementos minerais a materiais para tratar animais feridos e vacinas contra a raiva;
  • Analisando as necessidades dos animais agora e a longo prazo, junto ao governo;

Graças ao apoio de pessoas como você, podemos continuar ajudando esses animais. Se quiser ficar por dentro das notícias, inscreva-se aqui para receber a nossa newsletter mensal e nos ajude a mover o mundo para proteger os animais.

"Esses cães estão passando por necessidades extremas: feridos, famintos e em risco de contrair doenças."
Categorias: 

Compartilhe

WhatsApp