Após pressão, Burger King promete melhorias na criação de milhões de frangos

22 de março de 2017

Melhorias afetam animais usados em restaurantes do Burger King e da Tim Hortons na América do Norte

O anúncio foi feito nesta semana pela RBI – Restaurant Brands International, empresa à frente de ambas redes de fast-food, após quase 75.000 pessoas assinarem a nossa petição.

Os animais serão criados em um ritmo mais natural (mais lento), terão mais espaço para se movimentar e serão beneficiados por enriquecimento do ambiente onde vivem– isso inclui desde poleiros a uma forragem mais adequada e melhor iluminação.

A decisão veio após pressão da nossa campanha Mude Pelos Frangos, que exigia melhorias nas cadeias de fornecedores de gigantes do fast-food. O Burger King foi um dos primeiros a se comprometer com mudanças significativas no bem-estar dos animais.

Em seu site oficial, a RBI declarou que irá trabalhar com especialistas em bem-estar animal para concluir todas as mudanças até 2024.

“Este é um avanço fantástico para que a qualidade de vida dos frangos melhore”, disse Jonty Whittleton, nosso diretor global de animais de fazenda.

“O compromisso do Burger King terá um impacto enorme em milhões de frangos criados na América do Norte. Isso passa uma forte mensagem para o setor de alimentos, ao redor do mundo, de que fazer mudanças significativas pelos frangos não só é possível, como vital.”

Demanda por tratamento ético

O Burger King e Tim Hortons se juntam agora a uma crescente lista de empresas que estão ouvindo a demanda dos consumidores por alimentos produzidos de uma forma mais ética.

Quanto mais os consumidores aprendem sobre as condições desumanas e o sofrimento enfrentados pelos animais criados em sistemas de produção industrial, mais a demanda por produtos éticos aumenta. Isso está mudando o que as pessoas compram nos restaurantes e nas prateleiras de supermercados.

No final de 2016, o Compass Group USA, a Aramark e a Panera Bread se tornaram as primeiras grandes marcas da América do Norte a anunciar que iam trabalhar com seus fornecedores para garantir que os animais fossem criados mais lentamente e de forma mais saudável.

Mude pelos frangos

Neste exato momento, bilhões de frangos estão sendo criados cruelmente em galpões de escuros para alimentar o consumo global da sua carne. Os animais são crescem tão rápido que seus ossos e corações não conseguem acompanhar, resultando em um sofrimento intenso, machucados e outros problemas de saúde.

Estamos desafiando outros gigantes do fast-food, como o KFC, a seguir os passos do Burger King, Tim Hortons e outros líderes da indústria alimentícia que já começaram a mudar pelos frangos.

“Com o sucesso do movimento por ovos ‘cage free’ (por galinhas são criadas fora de gaiolas), os consumidores da América do Norte têm mostrado que o bem-estar animal é um fator importante na compra de alimentos”, diz Jonty.

Você sabe como é na América do Sul? Veja os resultados da nossa pesquisa com consumidores brasileiros.

“Esse novo compromisso pelos frangos é a decisão certa para a RBI, o Burger King, o Tim Hortons e para seus clientes. É um começo brilhante para a RBI e nós esperamos continuar trabalhando com eles para transformar ainda mais as vidas dos frangos”, afirmou Jonty.

Saiba mais sobre a nossa campanha Mude Pelos Frangos e veja como nós estamos trabalhando para melhorar as vidas de bilhões de frangos que sofrem em sistemas de produção industrial. 

"Isso passa uma forte mensagem para o setor de alimentos, ao redor do mundo, de que fazer mudanças pelos frangos não só é possível, como vital" - Jonty Whittleton

Compartilhe

WhatsApp