AVANÇO: 84% dos chineses se declaram contra extração de bile de urso

18 de abril de 2016

Pesquisa conduzida pela World Animal Protection revela que a população apoia o fim dessa prática dolorosa

A extração de bile dos ursos para uso na Medicina Tradicional Chinesa é uma prática desumana.

Os supostos efeitos medicinais da substância são pretexto para a realização de uma das atividades mais cruéis com animais: os ursos são forçados a viver toda a vida em cativeiro para que tenham sua bile retirada, pouco a pouco.

Na China, dezenas de milhares de ursos vivem essa realidade totalmente desnecessária.

Não há uma forma digna de extração da bile de um urso vivo: estes animais silvestres passam por dores intensas e sofrimento psicológico durante toda a vida em cativeiro.

A população é contra

A World Animal Protection encomendou, em parceria com a Fundação AITA de Proteção Animal Beijing, um relatório de pesquisa sobre a atitude dos chineses em relação à extração de bile do urso. 1.800 pessoas foram entrevistadas pela Horizon Key, em março de 2016, em dez cidades chinesas.

Essa pesquisa revelou que:

  • Quase 84% dos chineses desejam que a indústria de bile de urso seja proibida;
  • 74,6% dos entrevistados nunca compraram produtos derivados da bile de urso;
  • Mais de 90% das pessoas estaria disposta a se envolver na proteção aos ursos;
  • Mais de 90% dos entrevistados, que haviam previamente comprado ou utilizado bile de urso, afirmou que já não iria fazê-lo no futuro;
  • Menos de 3% acreditando que o produto é insubstituível.

Adeus à indústria cruel

Os resultados destacam uma tendência de queda no consumo de bile de urso e um apoio crescente ao uso de alternativas, como ervas e substâncias sintéticas.

Emily Reeves, Diretora de Programas da Ásia-Pacífico da World Animal Protection comenta: "Estes resultados confirmam o que já sabemos há muitos anos; a indústria de bile de urso não tem lugar na China moderna. Ela é de longe a maior da Ásia, mas surgiu na década de 1980, não faz parte das tradições da China e não deverá ser parte no futuro do país também”.

A demanda por produtos de ursos representa uma grave ameaça a esses animais silvestres. Tal crueldade inerente e as ameaças óbvias à conservação são igualmente inaceitáveis, uma vez que há alternativas.

"A evidência é clara e a questão não é se a indústria vai terminar, mas quando. O Governo da China já tomou medidas importantes no sentido de avaliar a indústria de bile de urso. Agora, é hora de começar a planejar o seu fim", completa Reeves.

Protegendo os ursos

A World Animal Protection está comprometida em acabar com o sofrimento desnecessário dos ursos e vem trabalhando para proteger esses animais há mais de vinte anos; pondo fim a alguns dos piores casos de exploração em todo o mundo.

Na Coreia do Sul e Vietnã o progresso foi significativo. Mais de 90% da população de ursos em cativeiro na Coréia do Sul foi esterilizada, enquanto o número de ursos em cativeiro no Vietnã continua diminuindo.

Saiba mais sobre nosso trabalho contra a extração de bile de ursos.

O objetivo da World Animal Protection na China é seguir esse exemplo e criar uma mudança real e duradoura para os ursos, a fim de mantê-los no ambiente silvestre ao qual pertencem.

"A indústria de bile de urso não tem lugar na China moderna"

Compartilhe

WhatsApp