Beyoncé posa com filhote de tigre e monta em elefante na Tailândia

06 de janeiro de 2015

Uma semana após se envolver em polêmica por montar em um elefante na Tailândia, a cantora Beyoncé foi fotografada junto ao marido Jay Z e à filha Blue Ivy, desta vez posando ao lado de um filhote de tigre, na atração Phuket FantaSea.

Para o especialista em animais silvestres da World Animal Protection, Dr. Jan Schmidt-Burbach, é importante lembrarmos que tigres não são brinquedos. “A saúde e bem-estar destes animais não devem ser sacrificados só para que possamos posar ao seu lado”, declarou. “Se olharmos nos bastidores, fotos como essa sustentam toda uma indústria baseada na crueldade com animais”. 

“Muitos turistas acabam contribuindo inconscientemente para o sofrimento de animais silvestres, como tigres e elefantes. Eles não se dão conta de que aquela foto incrível de suas férias está condenando um animal a uma vida miserável”.

Por que é tão cruel?

O lado mais sombrio do turismo com animais é convenientemente escondido do público. Os tigres usados em fotos como essa frequentemente vivem aprisionados em pequenas jaulas ou são acorrentados ao chão por longos períodos de tempo. Os filhotes são retirados à força de suas mães para que possam ser alimentados artificialmente pelos turistas. Em resumo, os animais são obrigados a viver numa condição muito diferente das suas vidas naturais, em liberdade. 

Já elefantes têm a sua natureza adulterada para que possam ser montados através de sofrimentos físicos e psicológicos como isolamento, privação de comida, espancamentos e acorrentamento em lugares minúsculos. O adestramento também envolve a retirada do convívio com suas mães quando ainda são bebês e uma interação propositalmente mínima com outros elefantes ao longo de suas vidas. Por serem altamente inteligentes e bem desenvolvidos socialmente, esses animais podem acabar sofrendo transtornos de estresse pós-traumático (TEPT). 

Turismo consciente

“A todos que gostariam de posar com animais silvestres, eu faço um apelo para que assistam este vídeo da World Animal Protection e se conscientizem sobre o problema antes de reservar suas próximas férias”, pediu Schmidt-Burbach. “Uma vez que as pessoas descobrem a verdade, os turistas podem ajudar a acabar com essa crueldade e escolher ver os animais onde eles devem estar: na natureza”. 

Saiba mais sobre a campanha Antes de Reservar, da World Animal Protection.

“Se olharmos nos bastidores, fotos como essa sustentam toda uma indústria baseada na crueldade com animais”

Compartilhe

WhatsApp