Ciclone Idai: estamos em Moçambique e Malawi para ajudar mais de 200.000 animais

27 de março de 2019

Nossa equipe chegou ao sudeste da África para salvar animais de estimação e de fazenda atingidos por um dos piores ciclones da história

Mais de 750 pessoas e milhares de animais morreram tragicamente em decorrência da passagem do ciclone Idai, que atingiu Moçambique, Malawi e Zimbábue no último dia 15 de março. Outras centenas de milhares foram afetadas e necessitam de assistência.

Criança segura um frango depois da evacuação do distrito de Buzi, em Beira, Moçambique. Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP

Nosso time de resposta a desastres está na região para oferecer atendimento médico aos animais mais afetados e garantir que eles tenham acesso a comida e água. Também estamos em espera para agir no Zimbábue.

Inundações

Casas, plantações e estradas - assim como os animais nesses locais - foram varridas por severas inundações. Grandes áreas de terra ainda estão debaixo d’água.

Muitas pessoas não tiveram escolha senão fugir e deixar tudo para trás, inclusive seus animais, que ficaram abandonados à própria sorte. Os que conseguiram sobreviver estão doentes, feridos e morrendo de fome.

Esses animais precisam desesperadamente da nossa ajuda e estamos trabalhando rapidamente para auxiliar o maior número possível deles.

Moradores buscam refúgio nos telhados das casas na região de Buzi, em Moçambique, depois da passagem do ciclone Idai. Foto: Adrien Barbier/AFP.  

Risco de doenças

Os animais ilhados nas áreas inundadas estão sob risco iminente de contrair doenças fatais causadas por parasitas.

“As inundações podem ter um efeito prolongado nos animais, especialmente no que diz respeito à incidência de doenças”, explica Dr. Edwin Nkhulungo, médico veterináriodo do governo da região sul do Malawi.

Além de infecções, os animais que ficam em contato prolongado com água suja também estão sujeitos a outras enfermidades extremamente dolorosas, como doenças pulmonares e podridão de casco.

Acompanhe nossas atualizações

Siga-nos no Facebook e no Instagram para acompanhar nosso trabalho de assistência aos animais em Moçambique e Malawi e, futuramente, em Zimbábue.

As inundações podem ter um efeito prolongado nos animais, especialmente no que diz respeito à incidência de doenças
Categorias: 

Compartilhe

WhatsApp