Desastres naturais: veja onde nossa equipe de resgate estará nesta semana

08 de fevereiro de 2017

Mais de 182.000 animais receberão alimento, abrigo e atendimento veterinário de urgência

A equipe de atendimento emergencial da Proteção Animal Mundial está trabalhando para socorrer e ajudar milhares de animais afetados por catástrofes recentes na Bolívia, Mongólia, Tailândia e Argentina.

Saiba mais sobre a nossa ação em cada país:

Estamos ajudando mais de 30.000 animais e 1.160 famílias a enfrentar uma das piores secas da Bolívia. 

Infelizmente, 90.000 hectares de plantação foram afetados e milhares de animais já morreram. A situação é agravada pelas baixas temperaturas na região dos Andes. Nossos veterinários irão fornecer minerais, vitaminas e sementes de cevada para ajudar a alimentar os animais. 

Vamos levar alimento para 73.000 cabras e ovelhas na Mongólia. 

O país enfrenta temperaturas extremas, causadas pelo fenômeno "dzud". Milhares de animais lutam para conseguir alimento em pastos cobertos de neve, mas muitos acabam com as patas congeladas ou perdem seus filhotes para o frio.  Além de comida, a equipe da Proteção Animal Mundial está construindo abrigos e oferecendo atendimento veterinário de emergência.

Esta é a segunda vez que atuamos no país: veja fotos de alguns dos mais 160.000 animais que ajudamos em 2016.

Nossa equipe do escritório de Bangkok está na província de Phatthalung, no sul da Tailândia, onde mais de 330.000 famílias e seus animais foram afetadas por inundações na área rural. 

Nossos veterinários irão levar comida e atendimento de urgência para até 34.000 vacas e búfalos debilitados pelas enchentes. Além deles, a nossa ação irá beneficiar mais 45.000 animais da região, incluindo galinhas e animais de estimação.

Estamos também a caminho da Argentina, onde um incêndio já devastou mais de 1 milhão de hectares.

Ao todo, 3% da província de La Pampa foi destruída. Só os rebanhos da região de Caleu Caleu somam mais de 250.000 animais. Inúmeros foram feridos ou mortos pelo fogo. Com as cercas e pastos queimados, parte do gado vaga em busca de comida e abrigo pelas estradas - o que os submete a um risco ainda maior.

Fique por dentro

Acompanhe a Proteção Animal Mundial no Facebook e no Twitter para receber notícias da nossa equipe em ação, nas próximas semanas. 

Categorias: 

Compartilhe