Estamos ajudando 350.000 animais ameaçados pelo frio extremo na Mongólia

18 de abril de 2017

Cabras, ovelhas, cavalos e bois que estão sofrendo com o clima rigoroso, causado pelo fenômeno "dzud", irão receber atendimento emergencial da Proteção Animal Mundial nos próximos meses

A neve cobriu metade do país. Agora, os animais da Mongólia correm risco de congelar ou de morrer de fome, uma vez que todo o pasto está coberto por gelo.

As temperaturas chegam a -40ºC durante a noite e a grama que eles tanto precisam não consegue crescer nestas condições. Os moradores de áreas rurais ainda se recuperam do dzud que devastou a Mongólia em 2016 e não têm condições de alimentar e manter os seus animais aquecidos com a chegada de um novo dzud.

O que é um dzud? Entenda aqui.

Paisagens impressionantes e fatais

Os campos da Mongólia podem parecer incríveis, cobertos por quilômetros de neve branca sob um céu azul estonteante, mas são uma ameaça para os animais neste momento. Nas fotografias, muitos deles têm um olhar sereno, enquanto caminham pela imensidão gelada. Mas as aparências enganam.

Os animais não conseguem encontrar comida e o seu tempo está acabando rapidamente.

Animais procuram por comida na neve, na Mongólia

Em 2010, durante um dzud, milhões de animais morreram. Precisamos agir rápido para impedir que uma tragédia como essas se repita. 

Ajuda de emergência

A Proteção Animal Mundial irá fornecer pacotes emergenciais para 1.740 famílias em seis províncias. Cada pacote ajuda ovelhas, cabras, bovinos e cavalos com:

  • 10 quilos de leite em pó 
  • 1 litro de óleo de peixe
  • 3 quilos de suplementos vitamínicos 
  • 8 quilos de suplementos minerais

A montagem e distribuição desses pacotes não seria possível sem o generoso apoio dos nossos doadores.

Um esforço conjunto

Desde fevereiro, estamos distribuindo esses pacotes vitais em parceria com a Cruz Vermelha da Mongólia e com o apoio financeiro da International Federation of Red Cross and Red Crescent Societies (IFRC) — uma das maiores organizações humanitárias do mundo — e a USAID.

“Todos nós estamos trabalhando pelo mesmo objetivo. Na Mongólia, é impossível ajudar as pessoas sem ajudar também os seus animais.”, declarou o coordenador da IFRC, Enkhjin Garid.

Uma conexão forte 

No começo deste ano, pastores da Mongólia nos contaram histórias comoventes sobre como os seus animais estavam lutando para sobreviver ao dzud. Eles são importantes para a vida de muitos mongoleses.

Dois veterinários locais resgataram esta cabra, que estava atolada na neve

Recentemente nós visitamos uma mulher chamada Sra. Davaa, que cuida de cerca de 70 ovelhas e cabras e 10 bois. Os seus animais sofrem com a falta de sal e de minerais. Para esses animais, os suplementos minerais e o leite em pó que fornecemos foi a diferença entre a vida e a morte.

"O filho da Sra. Davaa nos mostrou, todo orgulho, uma das ovelhinhas que salvou das condições extremas do inverno”, lembra o nosso gerente internacional de atendimento em desastres, Steven Clegg. "Imediatamente, ficou claro o quanto esses animais são importantes na vida dos pastores". 

Fique por dentro

Acompanhe o nosso trabalho na Mongólia e em outras áreas afetadas por desastres naturais através do Facebook, Twitter e Instagram.

Em 2010, durante um dzud, milhões de animais morreram
Categorias: 

Compartilhe

WhatsApp