Leão escapa de parque nacional e é morto por guardas ambientais no Quênia

31 de março de 2016

Mohawk era um dos leões mais famosos de Nairobi

O macho de 13 anos escapou do Parque Nacional de Naibori e foi tragicamente morto nesta quarta-feira (30).

O animal teria saído da área protegida e ido parar numa cidade chamada Isinya, ao sul de Nairobi. Cerca de 400 pessoas rodearam o leão, junto a um grupo de guardas ambientais. Cada vez mais agitado com a multidão, o leão acabou atacando um homem que passava de moto.

E ao invés de capturar Mohawk, os guardas atiraram diversas vezes no leão até matá-lo.

Os leões têm um instinto natural para se proteger quando se sentem ameaçados - foi isso que Mowhawk fez. É lamentável que a sua vida tenha terminado desta forma. 

Para a World Animal Protection, os guardas de Nairobi precisam estar alertas e preparados para lidar com leões que escapam dos parques nacionais. Esta é a terceira vez em um mês que um leão foge, mas é a primeira que termina em uma morte tão brutal.  

Uma equipe que estava a caminho com tranquilizantes, infelizmente não chegou a tempo. 

Justiça para Mohawk

Exigimos uma resposta oficial sobre por que os guardas não estavam preparados para proteger Mohawk. 

Faça sua parte: compartilhe esta notícia e peça #JusticeForMohawk.

Esta é a terceira vez em um mês que um leão foge, mas é a primeira que termina em uma morte tão brutal

Compartilhe

WhatsApp