Milhares vão às ruas contra as vaquejadas e a PEC 50 em todo Brasil

29 de novembro de 2016

Mais de 25 cidades se manifestaram simultaneamente no domingo (27)

A Proteção Animal Mundial apoiou o protesto em São Paulo, que reuniu cerca de mil pessoas na Avenida Paulista. O evento foi organizado pelo movimento Crueldade Nunca Mais.

“Não é cultura, é por dinheiro. É uma vergonha para o país inteiro!”, entoavam os manifestantes. Centenas de cartazes criticavam a crueldade a que bois e cavalos são submetidos durante vaquejadas e rodeios, pedindo para o Senado não aprovar a PEC 50 – uma mudança na Constituição que ameaça os direitos de todos os animais.

Entre as cidades que se manifestaram contra a medida estão São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Aracaju, Araraquara, Blumenau, Brasília, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Ponta Grossa, Salvador, Araçatuba, Bagé, Franca, Jundiaí, Manaus, Natal, Rio Claro, Santos, São Luis, Sorocaba, Vitória da Conquista, Alfenas e Londrina.

Os protestos aconteceram simultaneamente em todo Brasil e contaram com o apoio de diversas ONGs de proteção animal.

“O governo não pode ignorar a voz de milhares de brasileiros, que vêm se posicionando a favor dos animais e contra a PEC 50 em nossa petição internacional, em todas as consultas públicas do Senado e agora nas ruas”, afirma Rosangela Ribeiro (foto acima), gerente de programas veterinários da Proteção Animal Mundial.

Para ela, as manifestações mostram que “a população quer uma Constituição sem crueldade”.

Imigrantes se unem à causa

Na capital paulista, os manifestantes cruzaram com um protesto pelos direitos dos imigrantes durante a concentração em frente ao Museu de Arte de São Paulo (MASP). Participantes de diferentes países – como China, Bolívia e Haiti – se uniram à causa animal.

“Nós apoiamos a manifestação contra a vaquejada”, declarou a liderança dos imigrantes em um microfone. “Os animais não estão no mundo para serem explorados e maltratados – assim como nós, imigrantes, também somos explorados e sofremos preconceito. A sociedade precisa aprender a respeitar as pessoas e os animais”.

O evento em São Paulo também teve a presença do deputado federal Ricardo Tripoli. Durante o percurso, pedestres e ciclistas demonstraram seu apoio na rua, aplaudindo e acenando para os manifestantes. 

“As manifestações mostram que a população quer uma Constituição sem crueldade”

Compartilhe

WhatsApp