Na Paraíba, Proteção Animal Mundial discute soluções para o abandono de cães e gatos

29 de maio de 2019

Fomos a João Pessoa para participar da IX Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo

Na última semana, estivemos em João Pessoa, na Paraíba, discutindo estratégias e soluções para proteger milhões de animais que vivem nas ruas e em abrigos no Brasil.

Nossa equipe participou da IX Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo, realizada pelo Instituto Técnico de Educação e Controle Animal (ITEC). O evento aconteceu entre os dias 22 a 24 de maio e reuniu cerca de 240 pessoas, entre médicos veterinários, professores, estudantes e profissionais da saúde pública de diversas cidades do país.

A conferência promoveu palestras de especialistas sobre temas como guarda responsável, controle populacional de cães e gatos e maus-tratos, além de três minicursos relacionados aos assuntos abordados.

Nossa gerente de programas veterinários, Rosangela Ribeiro, apresentou alguns métodos para implantação de programas de manejo de cães e gatos e falou sobre a importância da educação para combater o abandono e o sofrimento desses animais. Os participantes também conheceram nosso trabalho de resgate e assistência a animais vítimas de desastres durante um painel sobre o tema.

“A conferência é um espaço muito importante para o debate de estratégias de manejo humanitário e sustentável de cães e gatos. Pudemos mostrar aos gestores públicos e funcionários de prefeituras, que estavam presentes no evento, que é possível implementar soluções boas para os animais e para as pessoas”, explica Rosangela.

A conferência contou, ainda, com a participação da médica veterinária norte-americana Melinda Merck, especialista em medicina veterinária forense. Ela compartilhou com os participantes sua experiência em investigações de maus-tratos e crimes contra os animais nos Estados Unidos.

Rosangela Ribeiro apresentou métodos de manejo humanitário de populações de cães e gatos durante a IX Conferência Internacional de Medicina Veterinária do Coletivo.

A Medicina Veterinária do Coletivo é um tema em ascenção no Brasil. Além do bem-estar dos animais, ela também se preocupa com a relação homem-animal, atuando nas áreas da medicina preventiva, saúde pública, controle de zoonoses e manejo populacional de cães e gatos.

Cidade amiga dos animais

As políticas públicas para o manejo humanitário e sustentável de cães e gatos são essenciais para evitar o sofrimento de milhões de animais que vivem atualmente nas ruas ou em abrigos. Estima-se que, só no Brasil, mais de 30.000.000 de cães e gatos não tenham lar.

Para incentivar os governos municipais a mudarem essa realidade, lançamos o prêmio “Cidade Amiga dos Animais”, que irá reconhecer as propostas mais inovadoras de manejo de populações de cães e gatos na América Latina.

As dez melhores estratégias serão publicadas em um livro digital, que será distribuído gratuitamente em nossos canais na internet. Além da publicação, o responsável pela iniciativa vencedora do 1º lugar ganhará uma viagem para participar da 3ª Conferência em Manejo de Populações de Cães – ICAM, que acontecerá em Mombasa, no Quênia, em setembro de 2019.

Se a sua cidade é amiga dos animais e tem políticas públicas para o manejo de populações de cães e gatos, ela pode concorrer ao prêmio. Para isso, é preciso que o gestor ou funcionário do departamento responsável pela iniciativa faça a inscrição no formulário online.

Divulgue nosso prêmio e incentive sua cidade a participar.

Estima-se que mais de 30.000.000 de cães e gatos não tenham lar no Brasil

Compartilhe

WhatsApp