Nova Iorque proíbe "selfies" com grandes felinos

03 de fevereiro de 2015

Um dos principais destinos turísticos do mundo, o estado de Nova Iorque (EUA) acaba de banir a interação física entre pessoas e grandes felinos, como os tigres e os leões.

Em vigor a partir de sábado (7), a lei impede que turistas se fotografem diretamente ao lado de animais silvestres, uma tendência crescente na internet.

“As pessoas não percebem que uma ‘selfie’ descolada com um tigre mantido em cativeiro significa uma vida inteira de sofrimento para o animal”, destacou Priscilla Ma, diretora executiva da World Animal Protection nos Estados Unidos. Entre essas pessoas está a cantora pop Beyoncé, fotografada com um filhote de tigre no começo do ano. 

“Os animais silvestres pertencem à natureza e nós aplaudimos Nova Iorque por aprovar uma medida tão positiva, que esperamos inspirar outros estados”, completou Priscilla Ma. Responsável por sua criação, Linda B. Rosenthal disse estar feliz em ver a lei aprovada. "Os animais silvestres vivem em condições deploráveis e são tratados com crueldade por toda sua vida. A reação positiva a nível mundial mostrou claramente que essa era uma medida necessária”, disse.

Desde 2014, a World Animal Protection tem exposto o sofrimento dos animais mantidos em cativeiro para entretenimento humano, por meio de nossa campanha Antes de Reservar

Crueldade com filhotes

Para que possam ser usados como acessórios para fotos, os tigres e outros grandes felinos são separados de suas mães. Seja na natureza, onde são caçados, ou através da reprodução em cativeiro. Eles sofrem em cada etapa desse processo, intrinsecamente cruel, e pelo resto de suas vidas. 

O mesmo acontece com elefantes montados por turistas. Veja o vídeo! 

Para que os pequenos tigres possam ser manejados de forma segura, os filhotes frequentemente têm os seus dentes caninos e garras removidos – uma prática que causa muita dor a esses animais. 

Nos Estados Unidos, existem inúmeros criadouros que promovem a reprodução em cativeiro voltada apenas para o uso comercial de filhotes. O país não dispõe, no entanto, de suficientes santuários para receber esses tigres quando eles crescem, condenando-os à morte ou à revenda, sem qualquer garantia sobre seu bem-estar. 

Faça sua parte

“Se o público soubesse o sofrimento a que os animais silvestres são submetidos pela indústria do entretenimento, as pessoas jamais escolheriam vê-los nessa situação”, completa Priscilla Ma, da World Animal Protection. “Tigres usados como acessórios para foto passam suas vidas todas em condições que não são naturais e que jamais poderão atender as necessidades da sua espécie”. 

Veja nosso guia e seja um turista responsável!

A todos que amam os animais silvestres, a nossa mensagem é simples: deixem que fiquem na natureza.

"A todos que amam os animais silvestres, a nossa mensagem é simples: deixem que fiquem na natureza"

Compartilhe

WhatsApp