Novo apelo ao governo da Colômbia

26/05/2015

Passados mais de nove meses desde que World Animal Protection iniciou sua campanha de proteção ao boto cor-de-rosa, mais de 185 mil pessoas em todo o mundo assinaram a petição pedindo ao governo Colombiano providências para impedir a entrada de piracatinga brasileira em seu território.

"Solicitamos um pronunciamento público referente aos avanços e medidas que se tomaram para mitigar esta matança dos boto."

Este peixe capturado com a carne do boto é apontado como a principal causa da caça cruel e ilegal do maior golfinho de água doce do mundo. E a Colômbia é o maior mercado consumidor da piracatinga brasileira.

Desde primeiro de janeiro de 2015, o Brasil estabeleceu uma moratória para a pesca e comercialização da piracatinga. Mas não sabemos se esse peixe continua sendo exportado ilegalmente. Por esta razão, precisamos que o governo colombiano assuma publicamente seu compromisso em proteger o boto e estabeleça medidas concretas para desmantelar de uma vez por todas esse comércio. 

Por isso, nesta terça-feira, 26 de maio, cobramos das autoridades colombianas uma resposta definitiva à questão. Na carta enviada à Ministra de Relações Exteriores da Colômbia, María Ángela Holguín Cuellar (clique para ler a carta, em espanhol), lembramos o envolvimento de pessoas de todo o mundo, inclusive colombianos e brasileiros, que participaram de nossa campanha demonstrando o desejo de proteger o boto cor-de-rosa. 

“Infelizmente, ainda não recebemos um anúncio formal de parte das autoridades colombianas sobre as medidas concretas que se tomou para deter a entrada da piracatinga (...) Por esta razão solicitamos a sua excelência um pronunciamento público referente aos avanços e medidas que se tomaram para mitigar esta matança dos botos”, diz a carta assinada por Ricardo Mora, diretor de programas para América Latina de World Animal Protection. 

Enquanto as autoridades colombianas não se pronunciarem, anunciando medidas efetivas para atender nosso pedido, continuaremos a campanha. Disso depende o futuro do boto cor-de-rosa. 

Assine a petição

Se você ainda não assinou, pedimos que nos ajude a aumentar a pressão. Assine e compartilhe a petição e torne-se um guardião do boto. 

Se você já assinou compartilhe essa informação com amigos e familiares. Quanto mais gente participar, mais fácil será garantir que o boto estará protegido.