ONU adota política global de bem-estar para animais de fazenda

28 de outubro de 2016

Por influência da Proteção Animal Mundial, países membros da organização devem priorizar o bem-estar animal na agricultura

A proteção aos animais de fazenda em todo o mundo ganhou força após a Organização das Nações Unidas (ONU) adotar uma inovadora política de recomendações em bem-estar animal. O anúncio foi feito no último dia 17, durante o encontro do Comitê de Segurança para Alimentação e Agricultura, em Roma, Itália.

Depois de nosso abrangente trabalho junto à ONU, conceitos importantes de bem-estar animal foram incluídos nas recomendações, que passam a ser usadas por todos os países membros da organização. 

As recomendações foram divulgadas em um relatório sobre bem-estar de animais de fazenda desenvolvido por um Painel de Especialistas de Alto Nível, do qual faz parte Lesley Mitchell, Diretora de Políticas da Proteção Animal Mundial.

“Ao tratar bem os animais, lutamos contra a pobreza, reduzimos a fome, melhoramos a saúde das pessoas, combatemos as mudanças climáticas e protegemos a biodiversidade do nosso planeta. Temos trabalhado para garantir que a importância vital da proteção dos animais seja reconhecida a nível mundial”, explica Mitchell.

Um grande avanço

A mudança feita pela ONU é um grande passo para que o bem-estar animal passe a ter um papel de destaque na agricultura. A partir de agora, os países membros vão deixar de se perguntar “devemos considerar o bem-estar animal?” e vão passar a questionar “como podemos implementar um melhor bem-estar animal?”.

Os esforços da Proteção Animal Mundial nos últimos dois anos ajudaram a criar as bases para essas mudanças na política global da organização, que envolvem:

  • a inclusão de conceitos sobre bem-estar animal, deixando claro que os governos devem priorizá-los na criação de sistemas agrícolas de seus países;
  • ênfase no fato de que os animais devem viver livre de dor, sofrimento e fome, e ser capazes de demonstrar comportamentos naturais, definidos pelas Cinco Liberdades e pelos princípios e padrões da Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE);
  • recomendações que destacam a importância da saúde animal e do acesso a serviços veterinários.

Continuaremos a trabalhar diretamente com alguns dos principais países para que as recomendações da ONU sejam incorporadas na prática e na política.

Seja parte da mudança

Apesar desse importante avanço pelo bem-estar dos animais de fazenda, bilhões deles sofrem todos os anos em sistemas de criação intensiva.

Você pode ajudar a mudar essa realidade assinando nossa petição. Peça ao KFC, uma das maiores redes de fast-food do mundo, que ajude a acabar com o sofrimento secreto dos frangos.

“Ao tratar bem os animais, lutamos contra a pobreza e protegemos a biodiversidade do nosso planeta" Lesley Mitchell, Diretora de Políticas da Proteção Animal Mundial.

Compartilhe

WhatsApp