SeaWorld anuncia fim dos shows de orcas

17 de março de 2016

Mudanças na famosa atração turística são esperança para outros animais em cativeiro ao redor do mundo

Após 60 anos, o complexo de parques dos Estados Unidos finalmente irá encerrar seus espetáculos com orcas.

O anúncio foi feito junto com seu novo parceiro, a Humane Society US, nesta quarta-feira (17). O complexo de parques se comprometeu também a encerrar seu programa de reprodução e a não capturar novas orcas e outros mamíferos marinhos na natureza. 

Esta é uma vitória enorme para os animais. 

As 23 orcas que ainda vivem nos 3 parques do SeaWorld serão a última geração mantida em cativeiro. Nos últimos anos, as críticas à empresa se intensificaram, por manter estes grandes e inteligentes animais silvestres em piscinas artificiais e isolados da sua espécie. Na natureza, orcas vivem em grupos familiares e chegam a nadar 160 km em um só dia. O confinamento e as apresentações geram um sofrimento extremo. 

Infelizmente, as orcas restantes não podem ser reintroduzidas à natureza e permanecerão sob responsabilidade dos veterinários do SeaWorld. Mas a World Animal Protection comemorou a decisão: é o primeiro passo

Esperamos que o anúncio do SeaWorld - uma das atrações turísticas mais famosas do mundo - inspire outras empresas a encerrar não apenas os shows com orcas, mas também com golfinhos e outros animais silvestres. 

Ajude a salvar mais animais

As mudanças no SeaWorld são resultado de um público cada vez mais consciente sobre bem-estar animal. 

Como as orcas, 550.000 animais são explorados pela indústria do turismo todos os anos (leia nosso relatório). Espécies silvestres como elefantes, leões e tartarugas-marinhas continuam sendo retiradas da natureza e submetidas a uma vida de sofrimento para entreter humanos. 

Você pode fazer a diferença por eles.

Fique longe das 10 atrações mais cruéis do mundo e seja um turista responsável. Junte-se ao movimento global “Silvestres. Não entretenimento”. Se você já assinou, compartilhe e chame seus amigos.

O anúncio do SeaWorld nos dá esperança de que, com o apoio de todos, podemos fazer com que mais empresas escutem e protejam os animais. 

550.000 animais são explorados pela indústria do turismo todos os anos

Compartilhe

WhatsApp