Trilha sem animais surpreende paulistanos no Parque Trianon

01 de novembro de 2017

Ação foi realizada pela Proteção Animal Mundial para conscientizar sobre a exploração de animais silvestres no turismo

Quem passou pelo Parque Trianon neste domingo (29), em São Paulo, deve ter notado algo diferente: painéis imitando a famosa moldura do Instagram foram apoiados ao longo de uma das trilhas do parque. As legendas indicavam que ali podiam ser vistos animais silvestres – macacos, cobras e até bichos-preguiça.

Mas onde estavam esses animais?

Todas as fotos estavam vazias. Ao final da trilha, um painel convidava os paulistanos a uma importante reflexão: “Quando você tira uma selfie segurando um animal silvestre, você tira uma espécie do seu habitat natural”.

A ação é parte da nossa campanha #SelfieSemCrueldade, que já soma mais de 238 mil pessoas contra a exploração de animais silvestres na Amazônia.

“Foi uma excelente oportunidade para nos aproximarmos do público de São Paulo, estado com o maior número de turistas que visitam a Amazônia”, explica Roberto Vieto, gerente de vida silvestre da Proteção Animal Mundial.

A resposta à campanha foi muito positiva. “Muitos não sabiam que a exploração comercial de animais silvestres para turismo é uma atividade ilegal”, conta Vieto. Depois de passar pela trilha, dezenas de pessoas assinaram o nosso Código da Selfie, que consiste em 3 regras básicas para ser um turista amigo dos animais.

Isto é, não tirar selfies com animais silvestres se:

  • O animal estiver sendo contido, segurado ou abraçado;
  • Você estiver oferecendo comida a ele;
  • Você ou o animal correrem risco de se machucarem.

Vários turistas que tiram fotos segurando animais silvestres o fazem por gostar de animais e, muitas vezes, nem imaginam o problema que está por trás disso.

Esses animais geralmente são retirados da natureza ainda jovens, mantidos em cativeiros em situação precária e sofrem inúmeras formas de maus-tratos físicos e psicológicos para que se tornem dóceis o suficiente para posar com turistas.

Quer saber mais?

Veja nossa investigação na Amazônia sobre a exploração de animais silvestres para turismo e junte-se à campanha!

“Muitos não sabiam que a exploração comercial de animais silvestres para turismo é uma atividade ilegal”

Compartilhe

WhatsApp