Veja 7 formas de ajudar os animais em 2017

09 de janeiro de 2017

Que tal colocar a proteção dos animais entre as suas resoluções de Ano Novo? Comece agora mesmo!

Todos os anos, bilhões de animais sofrem desnecessariamente ao redor do mundo. Frangos são criados em péssimas condições nos sistemas de criação industrial, animais de rua são mortos cruelmente em tentativas equivocadas de controle populacional e elefantes são espancados para transportar turistas em suas costas.

Os animais não podem fazer promessas de Ano Novo e transformar as suas próprias vidas. Mas nós podemos ajudar a acabar com a crueldade – seja apoiando uma campanha ou fazendo pequenas mudanças em nosso estilo de vida.

Em 2016, protegemos mais de 100 milhões de animais com o seu apoio. Ficou curioso? Veja aqui o vídeo.

Descubra 7 coisas que você pode fazer pelos animais neste ano:

1. Mude pelos frangos

Forçados a viver em condições horríveis, bilhões de frangos são submetidos a um sofrimento insuportável durante suas curtas vidas. Nós acreditamos que os gigantes da indústria alimentícia têm o poder para mudar isso. Estamos desafiando oito redes globais de fast-food a se comprometer com o bem-estar dos animais – incluindo KFC, Subway, Pizza Hut e Domino's – para que bilhões de animais tenham uma melhor qualidade de vida, mais espaço para se mover e acesso à luz natural.

Assine nossa petição e exija vidas melhores para os frangos.

2. Pergunte de onde vem sua comida

Você sabe se o frango, boi ou porco que você consome foram criados de forma ética? Com que frequência você questiona a origem da sua comida? No ano passado, nossa pesquisa inédita mostrou que dois em cada três brasileiros (66%) não sabe de onde vem a carne que comem.

Perguntar se a sua comida foi produzida em um sistema de criação industrial ou se uma empresa cria seus frangos em gaiolas, facilita escolhas mais conscientes e ajuda a pressionar a indústria de alimentos por mudanças.

3. Não visite atrações turísticas cruéis 

Suas escolhas durante as férias podem reduzir a demanda por atrações cruéis e salvar as vidas dos animais. Por exemplo, você sabe por que as selfies com tigres não são legais? Entenda aqui. Reunimos ainda 12 dicas para ajudar você e seus amigos a tomar decisões conscientes durante suas viagens.

Veja como ser um turista amigo dos animais.

4. Seja um Guardião do Boto

Milhares de botos são mortos todos os anos na Amazônia brasileira. O motivo? A carne desse inteligente animal é usada como isca na pesca de piracatinga. O nosso movimento Guardião do Boto já conta com mais de 225.000 pessoas que defendem o fim da caça ilegal e se comprometem a fazer essas 5 ações simples.

Faça parte e ajude a proteger o maior golfinho da Amazônia!

5. Lute contra a PEC 50 e as vaquejadas

A PEC 50 é uma das ameaças mais graves aos animais do Brasil. Senadores estão tentando mudar nossa Constituição para permitir alguns tipos de maus-tratos – incluindo vaquejadas, rodeios e toda atividade considerada como patrimônio cultural. Isso enfraquece os direitos de todos animais do Brasil.

Junte-se a mais de 50.000 pessoas em nossa petição internacional.

6. Dê voz aos animais

Os animais não têm voz... Mas você pode emprestar a sua! Faça barulho por eles: assine e compartilhe petições; conte aos seus amigos sobre a realidade por detrás dos sistemas de criação industrial; preencha os formulários de "satisfação do cliente" no supermercado do seu bairro e exija produtos mais éticos.

Você também pode assinar a Declaração Universal de Bem-estar Animal.

7. Fique sempre atualizado e participe

Aprenda mais sobre os animais, fique por dentro dos principais desafios que eles enfrentam, acompanhe nossa equipe de resgate em desastres naturais e participe das nossas campanhas.

Inscreva-se para receber nossa newsletter duas vezes ao mês e curta a nossa página no Facebook.

Em 2017, vamos mover o mundo para proteger os animais.

Em 2017, vamos mover o mundo para proteger os animais

Compartilhe

WhatsApp