World Animal Protection e BRF anunciam parceria global

25 de novembro de 2014

A BRF firmou nesta segunda-feira (24) parceria com a World Animal Protection, organização internacional de bem-estar animal, para melhorias dos métodos de bem-estar animal em sua cadeia de fornecimento e produção.

Entre as ações previstas em Carta de Intenção, a BRF se compromete a adotar o sistema de gestação coletiva na produção de matrizes suínas.

Como não há uma normativa brasileira para a matéria, a BRF seguirá o padrão da legislação da União Europeia. As fêmeas permanecerão o período mínimo necessário em alojamento individual, após o qual serão soltas em baias coletivas, de acordo com os melhores preceitos de Bem-Estar Animal. O processo, que depende da obtenção de condições favoráveis de financiamento pelos produtores integrados à empresa, será por isso implementado de forma gradual no prazo de 12 anos. Pelo acordo, a World Animal Protection oferecerá apoio técnico e monitorará essa mudança progressiva.

A iniciativa é pioneira entre as empresas do setor de alimentos no Brasil, uma vez que a BRF atua diretamente na cadeia de produção e mantém contratos exclusivos e de longo prazo com seus fornecedores. A BRF já vem desenvolvendo ações de aperfeiçoamento em algumas granjas parceiras. Há mais de dois anos, o sistema de gestação coletiva é obrigatório em todos os projetos de expansão da produção. Por este sistema as porcas em gestação são mantidas em espaços maiores, em lugar de gaiolas, de modo que os animais podem expressar seu comportamento natural, como se mover com mais liberdade e interagir com outros animais. Essas propriedades contam com tecnologia de ponta e equipamentos que permitem melhor desempenho das práticas de bem-estar animal.

O engajamento da companhia com a World Animal Protection possibilitará que essas iniciativas sejam estendidas às demais propriedades e espécies que formam a cadeia produtiva da empresa. A parceria envolve a construção de um plano de trabalho abrangente, baseado na transmissão de conhecimento e troca de experiências com o objetivo de avançar nas práticas de bem-estar animal. 

“Nossa missão é mover o mundo para proteger os animais e nossa decisão de colaborar com a BRF parte do comprometimento da empresa em aprimorar seus padrões de bem-estar, adiantando-se às demandas dos consumidores, cada vez mais preocupados com a dimensão éticas dos produtos. Bem-estar animal na cadeia de valor ajuda nos negócios. A BRF é uma das maiores empresas da indústria de alimentos em todo o mundo, responsável pela criação de bilhões de animais de produção. Essa parceria, portanto, nos permite melhorar em massa a vida desses animais e esperamos que possa servir de exemplo e inspirar outras empresas a trabalhar conosco”, afirmou Alfredo Botti, diretor-regional da World Animal Protection para América Latina. 

Sobre a World Animal Protection

A World Animal Protection é uma organização não governamental global, com sede em Londres, que há 50 anos trabalha pela proteção e bem-estar dos animais. Com 14 escritórios em todo o mundo, incluindo no Brasil, atua em mais de 50 países em quatro frentes principais de trabalho: bem-estar de animais de produção, animais em situação de emergência, animais em comunidades e animais silvestres. É a única ONG dedicada ao bem-estar animal com status consultivo pelas Nações Unidas, parceria com a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) e representação junto às instituições europeias. 

Sobre a BRF

A BRF, detentora das marcas Sadia, Perdigão e Qualy, é uma das maiores exportadoras mundiais de aves e suínos e a sétima maior empresa de alimentos do mundo em valor de mercado. A empresa possui cerca de 100 mil funcionários, 47 unidades industriais no Brasil, 10 fábricas no exterior (oito na Argentina, duas na Europa e uma em Abu Dhabi no Oriente Médio) e 27 centros de distribuição. Atualmente, a companhia exporta para mais de 110 países.

"Essa parceria nos permite melhorar em massa a vida desses animais e esperamos que possa inspirar outras empresas”

Compartilhe

WhatsApp