Conheça métodos criativos de 20 professores para ensinar bem-estar animal na América Latina

05 de abril de 2016

Por ser uma ciência nova, há poucas referências no ensino superior e professores precisam usar criatividade para sensibilizar os alunos

A World Animal Protection lança o livro digital “Estratégias, práticas e atividades docentes para o ensino efetivo de bem-estar animal”, nesta terça-feira (5). 

Faça aqui o download gratuito do livro.

Esta é uma iniciativa pioneira na divulgação de boas práticas pedagógicas em instituições de ensino superior da América Latina.

Como um professor da Colômbia (pág. 31) que formou uma brigada de estudantes para resgatar a cavalos de carroças e oferecer tratamento clínico supervisionado. Ou uma professora do Chile (pág. 42) que faz oficinas de enriquecimento ambiental para abrigos de cães e gatos, produzindo brinquedos e mobiliários com material reciclano e ensinando os alunos sobre comportamento animal. 

O livro digital traz ainda iniciativas do Brasil. Entre elas, a de uma professora (pág. 93) que criou grupos de estudantes para identificar problemas reais de bem-estar animal na comunidade e levar palestras a produtores rurais, carroceiros e escolas. 

Impacto em milhares de animais

As iniciativas foram identificadas em um concurso da World Animal Protection, voltado para docentes de ensino superior.

Para a gerente de programas veterinários da ONG, Rosangela Ribeiro Gebara, o concurso teve como principal objetivo conhecer as diferentes maneiras de se ministrar esta importante disciplina, nos diferentes países latino americanos. Ela destaca que "por meio dessa publicação, que reúne as 20 estratégias mais criativas e efetivas, pretendemos levar exemplos a outros docentes, influenciando-os a replicarem e adaptarem essas didáticas em suas escolas".

"A ciência do bem-estar animal é essencial e imprescindível na formação de um profissional mais humano e completo, impactando, assim, a vida de milhares de animais”.

Processo de seleção

Iniciado em 2014, o concurso foi direcionado aos docentes das Faculdades de Ciências Animais (Medicina Veterinária, Zootecnia, Ciências Agrárias, Biologia e Agronomia) de toda Latino-América e conduzido pela World Animal Protection com o apoio da Associação Pan-americana de Ciências Veterinárias (PANVET) e da Federação Pan-Americana de Faculdades e Escolas de Ciências Veterinárias (COPEVET).

As estratégias, metodologias ou práticas pedagógicas para as atividades de graduação e pós-graduação foram avaliadas por uma comissão composta por dez professores e consultores com ampla experiência na área de bem-estar animal e pedagogia de diferentes países e por três representantes do Departamento de Educação da World Animal Protection.

Os 20 melhores projetos foram selecionados para integrar a publicação.

Diversos temas

Entre os trabalhos, há diferentes métodos pedagógicos relacionados às mais diversas áreas da ciência do bem-estar animal.

Como, por exemplo, a guarda responsável, uso humanitário de animais em educação e pesquisa, práticas docentes de extensão à comunidade e também abordagens didáticas transversais e transdisciplinares para o ensino efetivo dessa disciplina.

Ficou curioso para ler? Escolha um dos idiomas e baixe agora:

                  

 

"A ciência do bem-estar animal é essencial na formação de um profissional mais humano"

Compartilhe

WhatsApp