A Floresta Amazônica é conhecida mundialmente por sua extraordinária fauna silvestre. Infelizmente, essa fama tem atraído um número cada vez maior de turistas que querem tirar fotos com seus animais fascinantes.

Esse “comércio de selfies” é o responsável pelo sofrimento de animais como jacarés, cobras, botos cor-de-rosa e, em especial, as preguiças.

Tirados de forma cruel da natureza por pessoas que exploram a vida silvestre em nome do lucro, esses animais são submetidos a abusos físicos e aprisionados em locais sujos e apertados. Tudo isso para que as pessoas os usem como acessórios em fotos.

O sofrimento dos animais silvestres não vale uma selfie.

Não faça parte disso. Comprometa-se hoje a protegê-los. Assine abaixo nosso Código da Selfie com Animais Silvestres.

Este é o nosso Código da Selfie:

NÃO TIRE uma selfie com um animal silvestre se:

  • ele estiver sendo segurado, abraçado ou contido
  • você estiver oferecendo comida a ele
  • você ou o animal correrem risco de se machucarem

TIRE uma selfie com um animal silvestre se:

  • você puder manter uma distância segura dele
  • ele estiver em seu habitat natural
  • ele estiver livre para se movimentar, não preso

Concorda? Então assine abaixo:

Muitos turistas tiram selfies desse tipo porque amam os animais. Mas se soubessem todo o sofrimento que os animais silvestres passam, deixariam seus celulares e câmeras de lado.

Entre as 34 bilhões de imagens postadas por 700 milhões de pessoas no Instagram, nossa investigação encontrou dezenas de milhares de selfies tiradas com animais silvestres. Saiba mais em nosso relatório.

Essas fotos capturam um momento de alegria para ser compartilhado com amigos, mas não registram o estresse e o sofrimento dos animais. Além disso, compartilhamentos desse tipo enviam uma mensagem a centenas, até milhares de pessoas de que é aceitável usar animais como acessórios para fotos.

A influência do Instagram 

Com sua influência global, o Instagram pode mudar o diálogo sobre selfies com animais silvestres e espalhar a mensagem de que o uso desses animais como acessórios para fotos é inaceitável.

Desde o início de nossa campanha #SelfieSemCrueldade, estivemos trabalhando diretamente com a plataforma - uma das maiores do mundo, para mostrar que é errado retirar os animais de seus habitats naturais para oportunidades de foto.

Graças ao apoio das mais de 255.000 pessoas que já assinaram o Código da Selfie, desde o início de dezembro deste ano, o Instagram passou alertar seus usuários sobre o sofrimento que essas fotos podem causar a milhares de animais silvestres.

Junte-se ao movimento

Comprometa-se a acabar com a crueldade no turismo com animais silvestres e faça sua voz ser ouvida.

Compartilhe

WhatsApp