Botando Ordem no Galinheiro

Problema vai além de lanches pouco saudáveis ou menos saborosos: falha do sistema de produção em garantir bem-estar na criação dos frangos ameaça saúde animal, ambiental e humana 

Acabamos de lançar a terceira edição do relatório global "Botando Ordem no Galinheiro", que avalia o bem-estar dos frangos comercializados pelas gigantes do fast-food. Os resultados de 2021 são chocantes. Embora tenha havido algumas melhorias, a maioria das redes de fast-food não mostra ambição em melhorar os padrões, sujeitando os frangos a sofrimento e crueldade desnecessários. 

O documento aponta o nível de bem-estar na criação de frangos cuja carne abastece as oito principais redes de fast-food do planeta (dentre as quais sete atuam no Brasil). As notas gerais são extraídas a partir da avaliação de três aspectos principais, com igual peso, da atuação das empresas: compromissos corporativos, ambição por mudanças e transparência. 

Anualmente, quase 50 bilhões de frangos são criados em sistema industriais intensivos. Vivos e curiosos, os frangos são confinados em galpões  escuros e superlotados. Apesar dessas granjas maltratarem os animais, e até mesmo colocando nossa saúde em risco, muitas marcas continuam comprando deles.

Como uma das maiores compradoras de frango de criação industrial, as empresas de fast food precisam tomar uma atitude e melhorar o nível de bem-estar desses animais.  Juntos, podemos dizer aos fast-foods que não há futuro para a criação de animais em sistemas industriais intensivos.

Muitas marcas não buscam aumentar o bem-estar dos frangos

Como é feita a análise

"Botando Ordem no Galinheiro” avalia as empresas de fast-food por meio de informações publicamente disponíveis em três áreas: 

  • Compromisso (compromissos corporativos): o quanto suas políticas definem claramente a importância do bem-estar dos frangos para as empresas; 
  • Ambição (objetivos e metas): se há um cronograma definido que demonstra os objetivos, metas e promessas que uma empresa fez para melhorar o bem-estar dos frangos – e em que prazo eles serão cumpridos;  
  • Transparência (relatórios de desempenho): existência de relatórios de desempenho elaborados pelas próprias empresas, e quão claras são as informações sobre o cumprimento de suas promessas de bem-estar dos frangos ao longo do tempo. 

Botando Ordem no Galinheiro 2021 - conheça o ranking Brasil

Botando Ordem no Galinheiro - Brasil 2021

Conheça o relatório completo

Os gigantes do fast-food precisam mudar

Chickens on a factory farm with person wearing hazmat suit - World Animal Protection