Por que precisamos fazer mudanças pelos frangos?

40 bilhões de frangos vivem em sistemas industriais intensivos, em ambientes sem luz natural ou ar fresco, onde são incapazes de ciscar ou abrir as asas. Eles sofrem em cada fase de suas vidas.

Nascidos para sofrer

Os frangos são selecionados geneticamente para crescer de forma muito rápida e não natural. Devido ao seu tamanho e à velocidade de crescimento, eles enfrentam um sofrimento terrível, como:

  • Problemas locomotores muito dolorosos
  • Corações e pulmões sobrecarregados
  • Feridas, incluindo lesões de pele e nos pés

Superlotação

Com as granjas se tornando cada vez mais industrializadas e intensivas para alimentar a crescente demanda global por carne de frango, essas aves são selecionadas para crescer até três vezes mais rápido que as linhagens tradicionais em um curto espaço de tempo.

No final das curtas vidas dos frangos, as granjas estão tão superlotadas que cada animal passa a viver em um espaço menor que uma folha de papel A4.

Ambiente pobre e desolador

A maioria dos galpões de criação intensiva de frangos não têm nada além de fileiras de ração e bebedouros.

Os frangos ficam impossibilitados de expressar seus comportamentos naturais, como se empoleirar, ciscar, explorar o ambiente e tomar banho de areia. Essas atividades normalmente os manteriam ativos e saudáveis. Sem elas, as aves podem sofrer tanto física, quanto psicologicamente.

A maioria dos frangos criados de forma intensiva passa a vida em galpões fechados e sem luz natural. Isso quer dizer que eles se movimentam menos, o que pode levar a problemas nas pernas e até a dificuldades de locomoção.

Existe um jeito melhor e custa menos do que se imagina

O fast-food está falhando com os frangos

Realizamos um estudo para saber quanto custaria um lanche de frango produzido com carne de animais criados em sistemas com alto nível de bem-estar animal.

Nossa conclusão foi surpreendente: com cerca de R$ 0,25 a mais por lanche, poderíamos evitar o sofrimento de milhões de frangos que abastecem as principais redes de fast-food brasileiras.

Você pagaria só R$ 0,25 a mais no seu sanduíche?

No atual modelo de produção, que é cruel com os frangos, o preço médio de um sanduíche de frango é de R$ 20,80. Se esses animais fossem criados com um nível elevado de bem-estar, esse valor seria R$ 21,05.

Um aumento de apenas R$ 0,25 poderia garantir uma vida sem crueldade para milhões de frangos utilizados pela indústria de fast-food no Brasil.

Botando ordem no galinheiro

Em nosso recente relatório sobre o bem-estar dos frangos, 'Botando Ordem no Galinheiro', classificamos sete das maiores gigantes do fast-food de acordo com a forma como priorizam o bem-estar dos frangos e o que estão fazendo para melhorá-lo.

Apesar de ganharem bilhões de dólares com os frangos, descobrimos que essas empresas estão fazendo pouquíssimo para protegê-las da crueldade e do sofrimento que eles enfrentam nas granjas industriais intensivas.

Confira aqui o relatório completo

O que você pode fazer

Compre melhor, coma melhor

Importar-se com a vida dos animais de fazenda é uma escolha que todos nós podemos fazer. As condições nas quais os animais vivem e morrem podem ser melhoradas por nosso poder de compra.

Os alimentos produzidos com métodos humanitários, incluindo altos níveis de bem-estar, podem trazer benefícios à saúde e são melhores para o meio ambiente.

Você pode ajudar os animais de fazenda a terem uma vida melhor tomando decisões informadas no supermercado. Baixe aqui nosso guia para consumidores.

É hora de mudar

Granjas industriais intensivas, sem enriquecimento ambiental e superlotadas, não permitem que os frangos se comportem naturalmente. Queremos que essas aves tenham uma vida que vale à pena ser vivida: isso significa mais tempo para crescer de forma saudável, mais espaço, mais iluminação natural e mais oportunidades de se comportar como um frango.

Existe um jeito melhor. Sistemas de criação em galpões com alto nível de bem-estar já estão sendo utilizados. Esses sistemas dão aos frangos mais tempo para crescer, mais espaço, mais luz e mais oportunidades para realmente se comportarem como frangos.

Nossas recomendações

As melhorias propostas no relatório para melhorar a vida dos frangos criados em granjas industriais intensivas podem ser facilmente introduzidas na maioria dos sistemas existentes:

  • Fornecer 'enriquecimento' - poleiros ou plataformas, além de grãos inteiros ou outros materiais para bicar. A cama (substrato) no chão é essencial para o banho de areia, o conforto e a saúde das penas e dos pés - todos comprovadamente ajudando os frangos a expressarem seus comportamentos naturais
  • Pelo menos seis horas de escuro contínuo por dia - permitindo às aves um desenvolvimento saudável e tempo de descanso natural em vez de períodos mais curtos de escuro e com iluminação constante
  • Uso de linhagens de crescimento mais lento com resultados comprovados de bem-estar animal para evitar os problemas de saúde causados ​​pelo crescimento rápido
  • Menos aves por área - no máximo 30kg/m2 permitiria que os frangos se mexam e abram suas asas, utilizaria melhor os enriquecimentos e reduziria os problemas nas pernas.

Compartilhe

WhatsApp